5 passos para uma sociedade de sucesso

5 passos para uma sociedade de sucesso

Casamento ou empreendedorismo?

Estamos no meio de maio, mês das noivas e dos casamentos que dão o que falar!

Você já pensou como é mágico o momento do casamento, e como é difícil mantê-lo feliz por muitos anos? Agora, se tem uma coisa que é mais difícil que casamento, é manter uma SOCIEDADE!
Se você aí for um empreendedor e tiver sócios, você sabe do que eu estou falando.

Tudo começa às mil maravilhas até que as diferenças e desentendimentos começam a aparecer. Então como evitar que isso aconteça?

Eis aqui 5 passos para manter a sanidade com os seus sócios:

1- Perfil comportamental.

Você conhece o perfil comportamental do seu sócio? Sabe se ele é mais prático, ou mais emotivo?

Perceber esse detalhe pode ser crucial para um bom relacionamento. Porque, se seu sócio leva tudo o que você fala pro lado pessoal, provavelmente ele tem o perfil emocional. E, se você for prático, poderá ter dificuldades, mas terá que aprender a lidar com isso. *

2- Tenha suas funções bem definidas.

Lembre-se que sua liberdade termina onde a do seu sócio começa. Se vocês decidiram que ele faria o marketing e você a contabilidade, é importante aprender a confiar e respeitar as decisões do outro. Não estou dizendo que as decisões não podem ser conversadas. Tanto podem quanto devem!

Mas, na medida em que a empresa crescer, é importante que a confiança de um no trabalho do outro também aumente. E, junto com a confiança, a liberdade de cada um perante as decisões de suas respectivas áreas e/ou diretorias. Portanto, definem suas funções e tenham uma boa dose de confiança, respeito e liberdade.

3- Saia da zona de conforto e cumpra com o que prometeu.

Não há nada mais insuportável do que ter que ser chefe do sócio. Se você optou por empreender, isso quer dizer que provavelmente você não acredita no modelo antigo de chefia e entende a diferença entre chefe e líder. Se você optou por empreender, seja líder de si mesmo! Mesmo que você tenha um sócio. Isso quer dizer fazer o que tem que ser feito. Cumprir com as tarefas que assumiu, sem esperar seu sócio cobrar. Pois não há nada mais desagradável que um ter que ser babá do outro.

Além disso, não adianta fazer um super planejamento, um plano de ação lindo, se nada for executado. Portanto FAÇA A SUA PARTE bem-feita!

E, se isso significar ter que sair completamente da sua zona de conforto, saia! Empreender e se acomodar são dois verbos que não combinam.

4- Perdoe os erros e mantenha seu foco na solução.

A não ser que seu sócio for uma máquina, ele vai errar! E mais de uma vez, você pode ter certeza disso. Portanto, busque compreender o erro para aprender com ele e não repetí-lo; e, acima de tudo, mantenha o foco na SOLUÇÃO. Errou? Beleza, tá tudo bem. Agora bola pra frente e bora encontrar a solução que trará o melhor RESULTADO.

5- Mantenha-se motivado ou empreenda novamente

Por último, tenha certeza que ambos estão seguindo seus propósitos de vida. De nada adianta empreender para ficar infeliz. Isso não faz sentido. Se é para abrir mão da estabilidade” de um emprego fixo, e ralar pra caramba, que seja com muito amor e dedicação!

Portanto, converse com o seu sócio, saiba o quão empolgado ele está e mantenha-se motivado você também. A “vibe” do empreendedorismo tem que ser “felicidade com sangue nos olhos! Tenha certeza que ambos estão acordando todos os dias para lutar pelos seus SONHOS. E, se essa paixão algum dia começar a diminuir, conversem entre si e vejam o que podem fazer para “sair da rotina” e se reenergizarem.

Um pouco parecido com os relacionamentos amorosos, uma sociedade tem que envolver paixão dos sócios pelo negócio. Caso contrário, podem começar a perder o foco,  dispersar e a pensar em desistir quando alguma dificuldade aparecer. E se isso acontecer, como faz?? Lembre-se do seu propósito de vida e da sua missão.

Desenvolva a missão da sua empresa e certifique-se que ela está alinhada com sua paixão ou com seus sonhos. E, se por acaso você descobrir que a empresa que construiu não faz mais sentido para você, saiba reconhecer e aceitar este fato, e empreenda sua vida novamente!

Como num casamento, pode acontecer que uma sociedade não dê certo. Analise se realmente não há outra opção e saiba a hora de pedir o “divórcio”. O diálogo é sempre a melhor solução. O importante na vida empreendedora é ser feliz no trabalho e seguir seu propósito de vida. Só assim conseguirá ter determinação para superar os obstáculos e manter um longo casamento com seus sócios, investidores e com a sua empresa.

Afinal, sucesso sem felicidade não é sucesso, é fracasso!
#ficaadica

 

*Descubra aqui o seu perfil comportamental e encaminhe este link para os seus sócios. Depois comenta aqui e me conta se essa ferramenta fez alguma diferença na sua vida empreendedora!

 

Um forte abraço e boas realizações!

Paula Quaiser
#istoécoaching

Next Post:
Previous Post:
  • http://www.diabetestipo1.com.br/ Emerson Carvalho

    Bom artigo. A grande dificuldade da maioria das pessoas é manter o foco e sair da zona de conforto, isso vejo frequentemente no meu dia a dia.