9 exercícios para ser mais criativo

É a criatividade que nos move a pensar soluções, criar alternativas e percorrer caminhos que modificam nosso presente e nosso futuro. No ramo do empreendedorismo e dos novos negócios, ser criativo pode representar o diferencial que conduz ao sucesso. A boa notícia é que hoje em dia a criatividade já é encarada pelos especialistas como se fosse uma espécie de músculo. Isso quer dizer que, se exercitada de forma correta e regular, pode ser desenvolvida cada vez mais.

10_5-balões

Nada melhor, então, do que conhecer uma série de exercícios para tonificar o músculo da criatividade. É uma série de nove aparelhos – e as repetições podem ser infinitas! Vamos lá?

1. Brainstorm ou pensamento lateral

Na hora de pensar boas alternativas para seu negócio ou startup, é importante separar um tempo para o brainstorm. Durante essa etapa, reúna a equipe e, juntos, liberem os cérebros para criar as mais diversas ideias. Certamente, algumas delas serão inutilizadas. Mas ainda assim, registre tudo em papel, sem interromper para julgar ou comentar durante o processo. Façam a seleção apenas depois de anotar tudo que vier à mente. Essa técnica pode gerar as sementes para o desenvolvimento de boas ideias.

2. Pesquisar

Não adianta se esforçar para reinventar a roda. Dedique parte de seu tempo pesquisando os caminhos que já foram trilhados. Conhecer o que deu certo e o que deu errado são ferramentas que podem desenvolver seu pensamento criativo.

3. Mudar o ponto de vista

Muitas soluções criativas partem da mudança de perspectiva. Às vezes estamos no meio de um problema aparentemente sem solução porque não conseguimos enxergar a questão com outros olhos. Mude o ponto de vista, tente resolver o problema como se estivesse em outro contexto.

Para tirar as ideias do papel, pense, por exemplo, de que forma o problema poderia ser resolvido na situação ideal (com recursos) e na situação mais adversa possível (cenário caótico). Esses pontos de vista instigam o cérebro a pensar soluções criativas.

4. Promover mashups

A mistura de tendências aplicadas em uma nova direção é outra forma de estimular o pensamento criativo. Essas misturas, ou mashups, utilizam os melhores elementos de duas ou mais ideias isoladas. Quando boas ideias se reúnem e são aplicadas para um objetivo em comum, o resultado pode ser grandioso para os negócios.

5. Brincar

Parece brincadeira, mas é sério: o pensamento criativo é estimulado por um ambiente profissional descontraído. Jogar e se divertir têm o poder de liberar nosso subconsciente da pressão. O lado lúdico alimenta a mente para boas ideias.

6. Confiar na intuição

Muitas vezes sentimos que uma ideia tem potencial, mas não sabemos explicar logicamente o motivo. O primeiro impulso nesse caso é descartá-la. No entanto, muitas ideias criativas surgem a partir da intuição. Se você sente “algo que lhe diz” que aquela é uma boa ideia, trate de desenvolvê-la para ver se ela sobrevive.

7. Ser seletivo

A criatividade também está em selecionar as melhores ideias. Nessa etapa, é preciso focar seus resultados para aquilo que você estava procurando. Coloque as ideias em conflito para ver se realmente elas funcionam. Aí selecione as melhores de acordo com suas necessidades.

8. Sair da zona de conforto

O verdadeiro pensamento criativo demanda esforço e trabalho. Sempre que possível, saia da zona de conforto. Tente algo diferente que ao mesmo tempo seja um estímulo e um desafio. Alguns exemplos que podem ajudar seus negócios: fazer cursos que o desafiem como empreendedor, participar de algum grupo de debate na área, realizar trabalho voluntário.

9. Trabalhar (muito!)

Por fim, o desenvolvimento da criatividade está ligada mais ao esforço cotidiano do que ao mito da inspiração. Sobretudo na hora de iniciar uma startup, o trabalho constante sobre as ideias ajuda a desenvolver o pensamento criativo.

E você, como faz para desenvolver seu lado criativo? Deixe suas dicas nos comentários! 

Next Post:
Previous Post: