Adaptando ideias e modelos de negócio

Adaptando ideias e modelos de negócio

A única certeza que qualquer empreendedor que começa uma startup pode ter é de que o negócio vai mudar. Empresas que não apostam na inovação contínua ou que têm processos muito lentos de mudança acabam ficando para trás. Pode levar décadas, como ocorreu com a Kodak, mas uma hora ou outra, ignorar a necessidade de adaptação pode custar caro.

Nesse sentido, observar ideias e tendências pode ajudar. Mesmo aquelas que vêm de outros mercados podem levar a repensar o modelo de negócios. Afinal, o modelo de negócio é a lógica de como uma empresa cria, captura e entrega valor aos clientes. Não é à toa que inovar o modelo exija uma série de habilidades. Vale a pena conferir algumas delas…



Habilidades para inovar um modelo

  1. A capacidade de compreender todos os aspectos do negócio em toda a cadeia de abastecimento, que inclui as pessoas, informações, tecnologias, processos e recursos envolvidos na produção, além dos elos da cadeia de suprimentos que fornece valor de troca e oferece o negócio para o cliente.
  2. A habilidade de questionar profundamente. Questionamento estratégico requer adotar uma atitude inquisitiva para ganhar novos conhecimentos e entendimentos, especialmente de desenvolvimento que parte dos clientes.
  3. A capacidade de trabalhar e compreender a emergência de tendências, atitudes, crenças, sentimento do mercado e comportamentos.
  4. A possibilidade de observar e ver os padrões subjacentes e conexões para além do óbvio. Isso inclui a preparação para enquadrar a necessidade, problema ou questão corretamente.
  5. A aptidão para criar equipes multidisciplinares e funcionais, de alto desempenho e com capacidade de trazer inovação no mercado.
  6. Disposição para investir, experimentar e implementar a inovação em atividades mensuráveis ​​mercado.
  7. Capacidade de continuar a ajustar, inovar, capturar e incorporar o que é aprendido.
  8. Preparação para gerenciar riscos e mitigá-los, permitindo que as coisas não saiam perfeitas.

A inovação é um processo de dois lados – de um lado é descoberta e, de outro, a entrega. Mas nenhuma inovação é possível sem que a liderança e a cultura da empresa facilitem e incentivem tais processos.

O caso da Aravind

Um grande exemplo de adaptação de modelo de negócios é o do Aravind Eye Hospital, criado pelo cirurgião Govindappa Venkataswamy, que se aposentou em 1976 e iniciou uma jornada que mudaria a vida de inúmeros deficientes visuais na Índia. Dr. V, como é conhecido, inspirou-se em um modelo de produção inusitado para criar a instituição: a rede McDonalds de fastfood. O hospital oftalmológico foi citado recentemente pelo The New York Times como “não apenas um sucesso de saúde pública, mas um sucesso financeiro”.

Diferente de muitas organizações de saúde sem fins lucrativos de países em desenvolvimento, que contam com a ajuda do governo ou de doações, o hospital de Dr. V  é sustentável​: o atendimento a pacientes carentes e a construção de novos hospitais são financiados por pacientes que querem pagar. No Aravind, a maioria dos pacientes paga apenas um valor simbólico, ou nada. Com as taxas arrecadadas dos pagantes, a instituição foi muito além de um simples hospital e repensou toda a cadeia que envolve desde o paciente até o desenvolvimento de tecnologia para os tratamentos e se tornou o mais eficiente centro de tratamento oftalmológico mundial.

O grande trunfo do Aravind foi a redução de custo de suas operações, utilizando o modelo de produção diferenciado. Foi criada a partir dele uma outra organização, chamada Aurolab, que desenvolve lentes com baixos custos e as exporta mundialmente. Como um McDonalds, o Aravind também tem eficiência na linha de montagem, estritas normas de qualidade, reconhecimento da marca, padronização, consistência, controle de custos implacável e, acima de tudo, volume. Até agora, mais de 300 hospitais na Índia e em outros países já adaptaram seus modelos de acordo com o Aravind.

Portanto, mesmo depois de tirar sua ideia do papel e validar hipóteses, reúna suas habilidades e permaneça atento a outros modelos, mesmo que em outras indústrias, que podem dar origem a uma inovação de processo tão impactante quanto a do Dr. V.

O que você acha da adaptação de ideias e modelos de negócio em outros mercado e indústrias? Compartilhe sua opinião com a gente nos comentários!

Next Post:
Previous Post: