Alçando novos voos: é a hora de expandir seu negócio para o mercado internacional?

Teoricamente, o modelo de negócio de qualquer empresa pode ser adaptado para alcançar mercados estrangeiros e obter sucesso. Mas, na prática, tudo depende de como empreender sua startup da melhor maneira nas regiões específicas. O processo de pesquisa também deverá ser feito pensado separadamente para cada região. O trabalho pode ser grande, mas os resultados podem ser ainda maiores.

Assim como iniciar uma startup no Brasil, não tenha medo de arriscar uma entrada no mercado estrangeiro. Saiba que nem todas as fórmulas de um mercado pode ser replicado no outro e esteja disposto a fazer as malas o tempo todo e se acostumar com o jet lag!

Não existe um momento certo para expandir, mas alguns momentos parecem mais oportunos. Se sua empresa está bem estruturada e gerando lucros, é hora de começar estudar como crescer e melhorar seu negócio em novos horizontes. Vamos conferir algumas ideias tupiniquins que deram certo lá fora?

Moda brasileira no mundo

É importante lembrar que não se pode abraçar o mundo de uma vez. Se nem mesmo o Facebook fez! Flávio Pripas, cofundador da Fashion.me, ingressou, em 2011, no mercado norte-americano inicialmente e tem planos para expandir a rede social focada em moda para outros países em um momento mais oportuno. O site que mostra os looks do dia e conteúdos sobre moda já possui mais de 1 milhão de usuários no Brasil e nos Estados Unidos, onde estão tentando parcerias com grandes influenciadores, algo como as famosas blogueiras de moda brasileiras.

WeHeartBrazil

Para tirar sua ideia do papel, como também fez o Fabio Giolito que conseguiu fundos de investimentos e se tornou uma empresa na Califórnia em 2011, procure investidores internacionais que possam acelerar o processo. Eles já conhecem as leis locais e possuem mais know-how no mercado. A rede social WeHeartIt reúne fotos inspiradoras, possui mais de 20 milhões de usuários em todo o mundo e está disponível em mais de 15 línguas.

Aproveite a época atual brasileira! O mercado nacional está nos olhos do mundo, investidores internacionais estão curiosos e o Brasil, hoje, é cool. Sendo sede da próxima Copa do Mundo e Olimpíadas, os mercados de moda, turismo, hotelaria, entretenimento e gastronomia estarão em alta como nunca estiveram antes!

Uma outra oportunidade estão nas empresas de tecnologia, que podem prestar serviços de modernização (sites, apps, etc.) para esses mercados.

Você conhece alguma ideia nacional que daria muito certo lá fora? Conte pra gente nos comentários!

Next Post:
Previous Post: