Atenção, startups: o seu sucesso não será garantido por metodologias

Atenção, startups: o seu sucesso não será garantido por metodologias

Muitos empreendedores e participantes do cenário de startups e tecnologia em geral sabem de cor que escrever centenas de páginas sobre cenários futuros em um elaborado plano de negócios pode ser perda de um tempo precioso – especialmente no início do projeto. Afinal, fazer suposições sobre o mercado sem nunca ter estado presente nele, e ainda, criar um produto simplesmente por ter passado por aquela dor um dia e imaginar que ele vai mesmo resolver o problema de milhares e milhares de pessoas… Dificilmente funciona.

Principalmente porque em um ambiente em que a mudança ocorre em questões de minutos, a flexibilidade e rapidez de adaptação de uma empresa são o que definem o seu poder de sobrevivência. Portanto, gastar meses escrevendo sobre hipóteses e suposições sem ir bater pé na rua, não irá lhe garantir absolutamente nada. Mas, e as novas metodologias? Será que elas por si só podem ser o caminho do sucesso?



Sem fórmulas mágicas

Com o tempo, outras metodologias surgiram para auxiliar a criação de um negócio. Por exemplo, uma metodologia em evidência dentro do cenário startupeiro, é a do Business Model Canvas, criado por Alexander Osterwalder e apresentado ao mundo no livro Business Model Generation. Ele é uma ferramenta bastante abrangente, que permite representar qualquer modelo de negócio possível e suas relações. No livro “A startup enxuta”, Eric Ries agrega indicando passos para usar a metodologia através da validação de hipóteses. Diferentemente do tradicional plano de negócios – ainda amplamente ensinado nas universidades brasileiras – Ries prega que o empreendedor deve levantar as hipóteses sobre o seu negócio e sair do prédio para testá-las.

Segundo esta metodologia, o passo mais importante para obter sucesso em um empreendimento é: fale com seu cliente. Segundo Ries:

“É bastante relevante quando 10 de 10 pessoas dizem que não querem seu produto.”

Fica claro, assim, que não existe fórmula mágica: é preciso validar suas hipóteses no mercado real, com consumidores reais, colhendo feedbacks reais e, ainda sim, estar ciente que pode pivotar, ou seja: mudar mesmo de direção quando o cenário se mostrar mais promissor em outra frente.

Em outras palavras, as metodologias não irão lhe garantir sucesso algum. Elas podem lhe indicar caminhos já seguidos por outros empreendedores que obtiveram sucesso, e demonstrar um passo a passo para que tudo não tenha que ser reinventado.

Qual o segredo, então?

9_5-trabalho duro

Não é à toa que quem busca por atalho nas metodologias muitas vezes acaba se perdendo. O que pode realmente proporcionar uma chance de sucesso é o trabalho duro com uma boa equipe – e o aprendizado que só o contato direto com os clientes pode trazer.

E para você, as metodologias são suficientes para alcançar o sucesso nos negócios? Compartilhe sua opinião com a gente nos comentários!

Next Post:
Previous Post: