Atinja metas ambiciosas com a metodologia OKR

Atinja metas ambiciosas com a metodologia OKR

O método OKR ganhou popularidade pelas mãos do venture-capitalist John Doer e passou a ser adotado por grandes corporações, tais como Google, Twitter e Linkedin. Na esteira do sucesso, a metodologia ganha cada vez mais seguidores, principalmente por empresas de tecnologia.

Mas o que ela tem de tão especial?

A grande inovação introduzida pela metodologia OKR consiste em conectar e mobilizar as equipes de uma empresa, utilizando metas ambiciosas – porém factíveis. A sigla OKR representa Objectives and Key-Results. A partir da definição dos objetivos mais desejados, utiliza-se de indicadores-chave para mensurar o alcance desses sonhos. Ela se baseia no envolvimento de todos os níveis da organização. Para tanto, os funcionários participam diretamente da formulação das metas.

A adoção da cultura de OKR gera grandes transformações nas empresas. A mais imediata se refere à busca incessante pelas metas estipuladas, aumentando e acelerando as ações de alto impacto na organização. Os OKRs orientam e inspiram as atividades dos funcionários. Isso porque o conjunto de metas inter-relacionadas, se atingidas, contribuem para cumprimento dos objetivos gerais da corporação – uma mobilização em rede.

Como aplicar a metodologia OKR na sua organização?

  1. Defina o grande objetivo da organização para aquele ano/trimestre em conjunto com os membros da sua equipe e interligue cada departamento e indivíduo com aquele objetivo maior, em efeito cascata. Eles sempre devem ser arrojados, mas possíveis.
  2. Para cada objetivo estabelecido com a equipe, defina de três a cinco resultados mensuráveis. Pegando como exemplo uma empresa de TI, esses resultados podem se basear no crescimento de usuários, crescimento de receitas, elevação de lucro, Net Promoter Score, etc.
  3. A medição dos indicadores-chave da metodologia OKR se situa entre 0 e 1. O ponto almejado – sweet spot é indicado que seja entre 0,6 e 0,7, de forma que o foco em prol daquele indicador se prolongue até o fim do período estipulado. Dessa forma indica-se que os objetivos foram alcançados. Caso os indicadores sejam alcançados com facilidade, faça a reavaliação deles o mais rápido possível.
  4. Acompanhe constantemente o progresso dos seus OKRs, eles não serão batidos sozinhos! Usualmente, os objetivos das áreas e individuais serão alcançados num período de três meses (quarter). Assim, a organização passará por momentos de reavaliação e planejamento pelo menos quatro vezes ao ano.

A definição adequada de OKRs deve levar em conta alguns requisitos:

  •          Os indicadores-chave são sempre mensuráveis e obrigatoriamente devem trazer números;
  •          Todos os objetivos devem ser consensualmente acordados entre gestor e profissionais;
  •          Tenha poucos objetivos, é importante ter foco na organização;
  •          Pelo menos 60% dos objetivos devem ser estabelecidos pelo profissional (bottom up).

A gestão de objetivos proposta pela metodologia OKR aumenta a produtividade e reduz a atenção para o controle de atividades, focando mais nos resultados mais desejados. Qual a mágica? Nenhuma! Apenas se dá a mudança de enfoque. Como os objetivos são formulados em conjunto, o funcionário encara a tarefa de atingir resultados como um desafio pessoal, não como uma “obrigação”.

Outra característica importante para o sucesso do método OKR é a transparência. Os objetivos traçados para as áreas e os funcionários são de conhecimento público. Qualquer profissional pode acessar as informações, cabendo à empresa criar condições para isso. Uma sugestão facilmente colocada em prática é a apresentação de OKRs na intranet da companhia ou em documentos compartilhados, como o Google Docs.

Assista ao vídeo do Felipe Oss-Emer, especialista em OKR:

 

Next Post:
Previous Post:
  • Junior Saraiva

    Artigo muito legal e oportuno pro momento. Em tempos de planejamento e reavaliação.
    #mandoubem

    • http://bizstart.com.br/ Rafael Leite – Bizstart

      Obrigado pelo comentário Junior!
      Acompanhando o OKR de perto tenho visto como uma metodologia muito oportuna mesmo.
      Sucesso na sua gestão! Um abraço!

  • http://www.diegosantoscoach.com.br Diego Santos

    Infelizmente só soube dessa ferramenta após o webinário. Terá outro?

    • http://bizstart.com.br/ Rafael Leite – Bizstart

      Oi Diego!
      Cara, a procura tem sido grande mesmo, devemos relançar o curso até o final de fevereiro ou início de março.
      Se inscreve no “Reservar a minha vaga” que estamos guardando os contatos e vamos avisá-los quando estiver disponível.
      Um abraço!

  • Evelyn Cordeiro

    Os detalhes operacionais da metodologia podem ser diferentes, mas o conceito é igual a muitas que já existem por aí…. E no final das contas, são justamente esses detalhes que fazem a diferença, pois advêm da prática.

  • Pingback: O que podemos aprender com o Google? - Bizstart()

  • Pingback: OKRs: Do Google para a Sua Empresa - Bizstart()

  • Pingback: Como uma pré-aceleradora pode mudar os rumos do seu negócio? - Deskovery()