Bizstart marcou presença no Startup Weekend Salvador

Bizstart marcou presença no Startup Weekend Salvador

O último final de semana foi intenso e fantástico.

Conforme o Rafael já informou neste post, estivemos no Lean Startup Machine em São Paulo (eu na sexta e ele no sábado), onde conhecemos e reencontramos diversos empreendedores, mentores e investidores do cenário nacional e internacional de startups.

Após minha breve passada por São Paulo, fui direto para Salvador no sábado pela manhã. O objetivo foi conhecer a cena startup da região participando como mentor e juiz do Startup Weekend.

startupweekendssa

Da mesma forma, foi um excelente encontro com jovens e experientes empreendedores. Passei dois dias agradáveis ao lado grandes empreendedores locais que além de trabalharem duro em suas empresas ainda encontram tempo para organizar um evento como este. Meus parabéns e agradecimentos a Thomas Buck, Ândlei Lisboa, Bruno Vinícius, Juliana Fajardini, Danilo Fernandes e Thiago Colares. Também estiveram por lá como convidados, assim como eu, Frederico Lacerda da 21212, Pierre Schurmann do BPG, Andre Paraense da Mobwise, Henrique Bastos da Dekode, Leo Zeba da Sequaz e Likiso Hattori da Unipartners.

Eu sempre falei que o evento que mais gosto para despertar o empreendedorismo de forma educativa e prática é o Startup Weekend. A intensidade das dinâmicas vividas, a interação com pessoas desconhecidas, gestão de conflitos e prioridades, e ainda o clima de competição. Tudo isso ocorrendo em apenas um final de semana intenso e desafiador!

O destaque vai para os projetos vencedores que, através de ciclos rápidos de aprendizado, conseguiram validar as partes mais importantes dos seus modelos de negócios com o cliente, produzir um protótipo e apresentar tudo isso à banca de juízes no final do domingo.

1º colocado: Cirandinha

Eles identificaram um problema real de desperdício de roupas e acessórios de bebês e gestantes. E propuseram como solução um brechó online que além de comprar e revender os produtos seminovos também irá garantir a qualidade e higiene dos mesmos, uma demanda frequente dos compradores. Eles conseguiram arrebanhar um grupo de vendedores e compradores de seus produtos, mostrando assim uma validação real do problema. Além da excelente apresentação na final da competição.

2º colocado: Where am I?

Uma grande tendência é o turismo não tradicional, onde busca-se roteiros alternativos àqueles propostos pelas agências de viagem. Apesar desta demanda por parte dos turistas, a falta de informação sobre estes roteiros acaba gerando uma grande insegurança. O Where am I? (WAI) surge para solucionar este problema através de um app para celular com informações oficiais sobre índices de criminalidade e outros, além de informações cadastradas pelos próprios turistas. Esta equipe conseguiu apresentar um protótipo com algumas funcionalidades básicas e visitar alguns dos principais albergues de Salvador, onde negociou parcerias e conversou com diversos turistas.

3º colocado: Meu Arquiteto

A menor equipe da competição, com apenas 3 membros (a maioria tinha mais de 10), conseguiu mostrar que o mais importante é manter o foco no que realmente importa. O Meu Arquiteto propôs uma plataforma de concorrência criativa para serviços de arquitetura e decoração. A validação foi realizada visitando-se lojas de móveis e decoração para conversar com os consumidores. Lá eles ouviram os principais problemas enfrentados no momento de decorar sua casa ou escritório e também convidaram alguns para enviarem fotos de sua residência para receberem um projeto sem compromisso.

Apesar do resultado da competição, o mais importante é ter em mente que o aprendizado foi para todas as equipes. E é apenas isso que importa.

Parabéns a todos por este final de semana impecável e simbólico para o ecossistema de startups da região.

Next Post:
Previous Post: