Como fazer follow up do jeito certo

Como fazer follow up do jeito certo

Meetups, conferências e eventos de startups, em geral, acontecem o tempo todo na região do Vale do Silício. É possível encontrar mais de 20 eventos por dia, fácil. O foco, é claro, é conhecer pessoas, trocar ideias e cartões. No início de Setembro de cada ano acontece o TechCrunch Disrupt, uma das maiores conferências de Startups onde empreendedores do mundo todo vêm apresentar suas ideias e demo products.

Por Virgínia Rodrigues.

Há quem diga que esse é o evento mais importante de startups, que muda vidas e negócios. Infelizmente, preciso discordar. Não desmereço o TechCrunch Disrupt,  que ainda é sim um dos maiores e mais internacionais eventos de startups. O que discordo é dessa ideia de que só pelo fato de você pisar dentro daquele pavilhão, milagres vão acontecer. Networking dá trabalho e precisa ser bem feito. Somente após fazer follow up e estabelecer conexões reais é que parcerias começam a acontecer.

É exatamente sobre networking e follow up que desejo explorar neste artigo. Porém, antes de pular para esta parte, precisamos contextualizar o volume de informação que será gerado durante uma possível viagem ao Vale do Silício. Imagino que se você for um empreendedor brasileiro, se planejará para realizar uma viagem de pelo menos 10 dias ao Vale. Nessa situação já existe uma primeira bandeira vermelha. Dez dias pode não ser tempo suficiente. Lembre que tais dias vão ser recheados de eventos, que você vai conhecer no mínimo de 5 a 10 pessoas por dia e ainda vai tentar turistar um pouquinho (afinal ninguém é de ferro e San Francisco oferece paisagens lindas). A solução neste caso é planejar a agenda com antecedência. Defina eventos a participar e não esqueça de separar algumas horas da sua semana para agendar reuniões com potenciais parceiros ou investidores.

Após passar três dias apresentando sua empresa no TechCrunch, por exemplo, você vai se deparar com uma pilha de cartões. Avalie com quem você deseja manter contato e não deixe o follow up para depois. De cada 30 novos contatos, eu diria que três serão definitivamente essenciais e merecerão atenção especial. Lembre que assim como você, as demais pessoas que encontrou, também foram bombardeadas com informações e podem precisar de CONTEXTO. Ao enviar um convite no LinkedIn, email ou até mesmo Facebook, envie uma mensagem PERSONALIZADA.

Ajude o seu potencial contato a lembrar ONDE (qual evento) vocês se encontraram e PORQUÊ você gostaria de adicioná-lo a sua rede. Caso existam possibilidades reais de formar uma parceria, não pare no LinkedIn e envie também um email finalizando sua mensagem com um “call to action”. Ou seja, marcando uma próxima ação que pode ser uma reunião ou uma conversa por skype. Já recebi muitos requests de LinkedIn e Facebook de pessoas que nunca encontrei antes. Tal tática também tem seu valor e pode ser explorada. Entretanto, uma mensagem contextualizando o PORQUÊ você deseja que aquela pessoa faça parte da sua lista de contatos se torna ainda mais importante. Apresente-se, explique porque você gostaria de acompanhar o trabalho desta pessoa e boa sorte!

Espero que seus eventos de networking, seguidos de um follow up correto, possam aumentar as chances de sucesso do seu negócio. Até a próxima 😉

Texto de Virgínia Rodrigues, co-fundadora da StartupTV e especialista em Marketing Digital.

Next Post:
Previous Post: