Como levantar dinheiro para a sua startup

Como levantar dinheiro para a sua startup

Você teve aquela ideia incrível, pesquisou o mercado e percebeu que ela ainda é original. O lean startup ajuda muito com um método enxuto de testar hipóteses até tirar uma empresa do papel e colocá-la em funcionamento. Mas, como conseguir dinheiro para dar o primeiro passo? Reunimos abaixo algumas dicas.

Se você tem dinheiro: bootstrapping

Você economizou, recebeu uma herança, vendeu o carro… Ou seja, tem dinheiro em caixa para dar o pontapé inicial na sua empresa sem precisar de investidores? O bootstrapping é um termo inglês que designa o ato de iniciar um negócio sem grandes investimentos financeiros e com dinheiro próprio. Mas como tudo tem um outro lado, com esse método, o crescimento da startup é mais lento.

A autonomia do negócio passa a ser toda sua, mas a responsabilidade também. A principal dica é: se quiser ver sua empresa crescer, todo o lucro do que foi investido deve ser reinvestido na startup para que o modelo dê certo.



Anjos não caem do céu

É comum que empreendedores de startups precisem de investimento anjo para tirar a ideia do papel. Você encontra esse tipo de investidor em sua própria rede de relacionamentos e em conferências organizadas por agências especializadas em empreendedorismo. O ideal é ser apresentado para investidores por pessoas que admirem você como empreendedor ou que acreditem na sua ideia. Chegar nesses eventos e querer atenção, partindo do zero, geralmente resulta em zero mesmo.

Participe de eventos (mas não só de eventos)

Também não perca tempo indo a todas as conferências e encontros de startups. Além de gastar o seu tempo, você estará gastando dinheiro, que é o que você precisa neste momento. Converse com empreendedores mais experientes, pesquise sobre investidores anjos e tente filtrá-los de acordo com o tipo de investimento que eles costumam fazer. Dificilmente você convence um investidor de tecnologia a investir em entretenimento, por exemplo.

Prepare o pitch

Ao se deparar com um anjo interessado e, tendo a oportunidade de contar sobre sua ideia, tenha foco. Mostre toda sua capacidade e ambição, mas sem exageros. Na hora de fazer o pitch (aquele resumo bem preparado sobre sua ideia e perspectivas de mercado), essas características pessoais podem ser um diferencial, já que muitas ideias semelhantes surgem de várias partes e uma necessidade do mercado pode ser diagnosticada por mais de uma pessoa.

Faça sua pesquisa e esteja preparado

Afinal, você precisa dar respostas rápidas e demonstrar que tem velocidade para agir em momentos de crise, que sabe lidar com obstáculos e superar situações que não dão certo. Ou seja, só uma boa ideia não basta. Os investidores estão mesmo atrás de bons empreendedores.

Conte para a gente: o que mais você quer saber sobre investimentos em startups? Aguardamos seu comentário!

Next Post:
Previous Post: