Segredos para não faltar dinheiro para sua Startup

Segredos para não faltar dinheiro para sua Startup

Dinheiro para sua Startup é um tema recorrente, e todo mundo fala em dinheiro, todo mundo quer dinheiro, todo mundo precisa de dinheiro, no final, se gostamos ou não, esta é a necessidade e a busca de todos. Neste artigo quero falar um pouco sobre alguns erros básicos que as pessoas e empresas fazem e que, no final da história acabam por quebrar muita gente.

Estamos no Brasil, e aqui a carência de recursos é real, e não adianta reclamarmos, reclamação não faz dinheiro cair na conta, sabia? Mas, independente de ser Brasil, EUA ou qualquer parte do mundo, recursos sempre são limitados, mesmo para quem recebe aportes milionários (aí, aliás, é que tem que saber administrar o dinheiro, é bem mais fácil se perder na abundância do que na carência).

Nas minhas andanças empresariais, antes de me dedicar ao Pip! eu administrei algumas empresas, e nem todas tinham recursos abundantes, então algumas lições ficaram, aliás, lições que deveriam ser ensinadas na escola primária, afinal administrar recursos é parte da vida de todo mundo, e na minha opinião a vida seria mais fácil se as pessoas aplicassem estes critérios nas suas contas pessoais e empresariais.

Para estas dicas parto do princípio da gestão do recurso, não da obtenção dele. Clique nestes links se quiser saber sobre captação, vendas ou marketing.

1. Fórmula:

A conta é simples, só existe uma fórmula:

C = E – S

C = Capital

E = Entrada

S = Saída

Pode parecer estúpido e muito provavelmente você não esteja me elogiando agora, mas, são raras as pessoas/empresas que aplicam esta fórmula em sua administração de recursos. Vejamos.

2. Variáveis

Na administração dos recursos estas são as únicas variáveis existentes, obrigatoriamente C tem que ser positivo, em qualquer hipótese que C não for positivo, seu futuro está ameaçado, e muito. E para C ser positivo necessariamente deve-se gastar menos do que entra. Isto é fundamental para evitar dores de cabeça, dívidas, cobradores e a justiça em sua cola, toda a decisão que for tomada em sua empresa/vida deverá responder esta pequena equação.

E para gastar menos do que entra, temos duas alternativas, simples na teoria, mas muito complexas na prática. Caso saia mais do que entra, e o resultado ficar negativo, pode-se aumentar a entrada e o problema estará resolvido, ou então reduzir a saída para que a entrada seja maior do que a saída e sobrem recursos.

3. Ferramentas

Por mais simples que seja a teoria, ridícula até, muita gente, mas muita gente mesmo, não observa isto nas suas empresas. E para isto existem duas ferramentas importantes que devemos usar desde o primeiro dia, uma da Contabilidade, o DRE – Demonstrativo de Resultados do Exercício, e outro da gestão que é o Fluxo de Caixa.

Ambos passam pelo conhecimento de regras básicas de Contabilidade, regime de caixa e regime de competência, mas isto é mais complexo para ser abordado neste artigo. De maneira bem fácil você pode ter isto em softwares SAAS como o da Startup ContaAzul, que se for usado de maneira correta e atualizado diariamente evitará muitas dores de cabeça.

Também vale pedir para o Contador, mas infelizmente, e agora os Contadores vão me detonar, é difícil encontrar um escritório de contabilidade que faça isto de maneira adequada, eles estão mais preocupados em apurar os impostos para o Governo do que em ajudar na gestão financeira através de bons relatórios.

4. Passado e futuro

No caso do DRE você saberá como está sua empresa, quais os resultados financeiros que ela gera. E no caso do Fluxo de Caixa você poderá administrar seu dinheiro para que nunca falte para pagar as contas. No DRE você avalia o que aconteceu no passado de sua empresa (pelo menos um mês de atraso) e no Fluxo de Caixa você avalia o futuro de sua empresa.

Bem, com estas ferramentas em mãos você decide. Se está tendo pouco dinheiro, corte e fundo os seus gastos, ou, o que é muito mais difícil, aumente seus ganhos. Mas trabalhar no negativo é suicídio. Vale uma avaliação do seu fluxo de caixa num período maior, semana, mês, bimestre, semestre, ano. Com esta visão você saberá onde e quando precisará ter recursos.

O ideal é trabalhar nas duas pontas, mas otimismo não paga contas, logo, você deve aumentar receitas, por vendas, captação, investidores, etc…, mas também gerenciar suas despesas.

5. Certeza

Grave em sua memória, na vida empresarial só existe uma certeza, quanto teremos que pagar hoje. Todas as demais variáveis são incertas, você nunca poderá afirmar quanto dinheiro tem, quanto entrará na conta, se os clientes vão pagar, se os colegas estarão na empresa, se haverá internet, luz, etc…, mas sempre saberá que a conta que vence hoje deve ser paga hoje, logo, como sendo única variável certa, porque não olhar ela com carinho? Empresa que não consegue pagar as contas, não pode existir, por mais sexy que seja seu produto.

Não é aqui que teremos espaço para explicar tudo isto, mas é importante saber que isto é Startup também, afinal desenvolver um produto é muito legal, mas a diferença entre um software e uma empresa é muito maior, por isto recomendo aos developers que leiam o artigo que escrevi sobre sociedade entre Dev e não Dev, mas leiam com a perspectiva contrária, certo?

6. Sucesso é nunca faltar dinheiro para sua startup

É um tema que muita gente não gosta, mas é fundamental para a sobrevivência de uma empresa, e se você quer ter uma Startup de sucesso, siga, nem que vá mais devagar, mas certamente você vai, e com segurança, só assim você fará parte da estatística das empresas que tem sucesso do dia para a noite, pois, lembre-se da crença americana: “Overnight success takes years”.

O que você pensa sobre isto? Comente, critique, pergunte, vamos debater e aprender juntos.

Next Post:
Previous Post:
  • Pingback: Segredos para não faltar dinheiro para sua Startup | Startup SC()

  • André Oliveira

    Muito boa a matéria. Quem está iniciando no empreendendorismo na área de tecnologia, tem que lembrar que um produto ótimo é muito importante, mas administrar uma empresa envolve muitas outras coisas!

    • Guido Jackson

      Obrigado André. Esse é o espírito, uma startup é uma empresa, e como tal precisa de vários talentos, numa ou em mais pessoas, mas complementares. Sucesso para você!