Escalabilidade: o que é, para que serve, por que ter

Escalabilidade: o que é, para que serve, por que ter

Ao iniciar uma startup são necessárias quantias generosas de coragem, paixão, criatividade e ousadia. Isso tudo sem falar na disposição para lidar com questões burocráticas e financeiras. O modelo de negócios inovador é só o começo. Ele precisa também ter grande potencial de crescimento para ser considerado escalável.

Mas o que é escalabilidade?

Em outras palavras, um modelo de negócios escalável é aquele que possui capacidade de aumentar seu faturamento sem precisar elevar proporcionalmente seus custos – com produção, escritório, mão-de-obra, etc. Ou seja, as despesas não crescem na mesma proporção das receitas.

[Editado] No cenário ideal de um negócio escalável vemos as curvas de despesas (vermelho) e faturamento (azul) como no gráfico abaixo – há um “descolamento” destas linhas, de forma que o faturamento cresce a uma taxa maior do que as despesas:

Para que serve a escalabilidade

Compreender o nível de escalabilidade do seu negócio é essencial para saber qual seu potencial junto ao mercado e também para entender como e onde seu modelo poderia falhar. Além do mais, esse é um dos primeiros pontos vistos por um investidor anjo ao avaliar seu potencial interesse no modelo de negócios de uma startup.

Como ser escalável

Antes mesmo de buscar escalar, a startup deve encontrar o chamado product/market fit, ou seja: identificar uma necessidade no mercado e lançar nele um produto que venha supri-las. Apenas após este momento deve-se buscar a escalabilidade. Tentar escalar antes disso irá resultar apenas em gastos desnecessários e até mesmo em uma morte precoce da startup. Inclusive, a busca precoce por escalabilidade responde por muitos fins prematuros no mundo dos negócios em geral.

Tendo um produto que se identifique com uma necessidade do mercado, o empreendedor pode buscar escalabilidade ampliando as fronteiras em que se encontram seu canais de vendas – inclusive buscando parcerias na América Latina e em outros continentes. Tudo isso mantendo compactos os gastos com escritório, quadro de funcionários, fornecedores, entre outros.



Por que ter escalabilidade

A presença da escalabilidade na sua empresa dá a garantia de que ela funcione com sucesso enquanto se desenvolve. Significa que sua empresa pode ser expandida potencialmente sem limites – e isso é um grande fator para avaliar aonde sua empresa pode chegar.

Em resumo, um negócio é escalável quando possui três características:

1. É ensinável

Se o processo de produção de sua startup – e todas as suas atividades internas – além de específico, é ensinável para qualquer outro funcionário, isso é um sinal de escalabilidade. Essa maleabilidade permite que o modelo de negócio se expanda conforme o planejamento do negócio.

2. É valioso

Encontrar algo de valor que não é medido em commodities e operar com ele é outro sinal de escalabilidade. Isso acontece porque o conhecimento único, somado à falta de especializações ao redor desse assunto, agrega ainda mais valor ao produto da startup por sua exclusividade.

3. É repetível

Se o processo é repetível e gera receita recorrente, essa é outra prova de escalabilidade do negócio. Um modelo de produção que funciona e pode ser ampliável indica que há mercado e áreas para expansão da startup.

Conclusão

O termo escalabilidade vem ganhando evidência paralelamente ao avanço dos ecossistemas para startups, principalmente por ser fator fundamental para o funcionamento do modelo de negócio. Apesar de necessária, a busca por um negócio escalável não deve ser apressada. Mais do que isso, deve-se aplicar a ela todos os cuidados empregados em outros pontos vitais para a existência da startup.

E você, o que precisa para tornar seu negócio escalável? Compartilhe com a gente nos comentários abaixo!

Next Post:
Previous Post:
  • Pedro

    Gostaria de eliminar a dependência de equipamentos. Minha solução depende de dispositivos para coletar dados e uma grande infra de antenas de comunicação. A partir de então oferecer informações gerenciais. Essa premissa da solução me deixa com a dúvida se é possível escalar a solução com a presença desses dispositivos?

    • http://bizstart.com.br/ Rafael Leite

      Oi Pedro!
      É possível sim. É fato que soluções puramente de software tem maior potencial de escalabilidade, mas não quer dizer que não existam situações inversas: soluções que envolvem hardware e que tem uma base instalada muito maior do que outras soluções puramente de software.
      O que eu avaliaria neste caso é se o hardware pode ser instalado por qualquer instalador com um mínimo de treinamento e se você consegue resolver as questões inerentes a hardware, como produção, estoque, logística e manutenção.
      Boa sorte e sucesso!