Gambiarra MVP – Como começar sua startup sem saber programar (parte 02)

Gambiarra MVP – Como começar sua startup sem saber programar (parte 02)

Estavam com saudades? Agora vamos continuar a série de posts sobre o Gambiarra MVP: um jeito engraçadinho de dizer que estou ajudando você a criar um MVP Concierge para sua startup. Quem quiser, pode ler a parte 01.

No vídeo acima eu ensino você a criar um site de vendas por assinatura. Utilizei uma conversa que tive com minha amiga da empresa de tortas e chocolates, Choco Nobre, para criar este MVP. É uma startup de vendas de cestas de café da manhã por assinatura. Quem sabe não convenço ela, né? 😉

Concierge? Segura a super definição do Wikipedia (negritos feitos por mim):

Concierge é a pessoa que geralmente vive num prédio de habitação ou nas suas proximidades e é a responsável por controlar as entradas e saídas do prédio. É ainda responsável por assegurar as mais diversas tarefas de manutenção. O termo evoluiu do francês, Comte Des Cierges, o contador de velas.

Em hotéis, o concierge é um profissional que tem um balcão na entrada do hotel (conciergerie, em francês, ou conciergeria), responsável por assistir os hóspedes em qualquer pedido que estes tenham, dos mais extravagantes ao mais simples… Desempenha um papel de ajuda a todos integrantes do hotel, fazendo tarefas quando solicitadas. Recentemente essa profissão tem abrangido diversas áreas de atuação. A exemplo disso é a da saúde, onde hospitais particulares tem contratado esse profissional para ajudar seus pacientes.

Sensacional, né? Fazer um MVP Concierge significa que você é o sistema automatizado por trás. Mas você pode utilizar várias ferramentas online para te ajudar.

Em breve vamos continuar a série direto com vídeos, como tenho feito no workshop Colisões. Aproveita e passa lá pra assinar o canal do Colisões no Youtube que tem mais vídeos bacanas lá.

Um grande abraço e deixe suas dúvidas e sugestões aqui em baixo. Estou de olho!

Next Post:
Previous Post:
  • Valeria Machado

    Muito bom!

  • Jessé Souza

    Nem terminei de ver mas já adorei, parabéns!