O que a meditação me ensinou como empreendedor…

O que a meditação me ensinou como empreendedor…

494 dias…. Essa é a contagem de um divisor de águas muito claro: o dia em que a meditação começou a fazer parte da minha rotina diária. De lá para cá, muita coisa mudou, e a intenção deste artigo é te mostrar um pouco das reflexões e mudanças de atitude pela ótica do empreendedorismo. Provavelmente, se você está aqui, das duas uma: ou você empreende ou ficou curioso com a meditação. Minha tarefa é fazer o link entre ambos =)

Os benefícios da meditação são inúmeros, tanto fisiológica quanto emocionalmente. Há inclusive artigos sobre como a ela não somente reduz o stress mas altera a distribuição de massa cinzenta no cérebro, melhorando até mesmo a tomada de decisão. Leia mais sobre o estudo da neurocientista de Harvard, Sara Lazar, neste link.

Bom, sem mais demoras vamos às reflexões!

1. Mais paciência, especialmente em momentos de crise…

Quando converso com amigos sobre a meditação SEMPRE sou questionado se eu precisava de mais paciência quando iniciei. Ou se precisava “ficar mais zen” (ou ambos). Antes que você já imagine um Buda pequeno e gordinho meditando para ter mais paciência te convido a jogar os clichês pela janela. Mas sim, a meditação ajuda a ter mais paciência.

A verdade é que ajudar a conduzir um negócio SaaS é uma das coisas mais difíceis que eu já fiz! Profissionalmente, nunca fui tão desafiado. É um negócio cheio de particularidades e dificuldades como todo empreendimento. Porém a velocidade com que se precisa atingir os resultados e dominar uma fatia de mercado é de arrancar os cabelos.

E você, como empreendedor, vai precisar de paciência sempre. SEO (e seu marketing como um todo) geram resultados a médio prazo, suas primeiras propostas comerciais têm preço e argumentos fragmentados e desconexos, seu faturamento vai estabilizar, suas contratações não serão tão boas como nas seleções, e a lista continua…. Em momentos de crise, sua paciência é testada mais do que o usual. Mantenha-se estável!

2. Você já está preparado, só duvida um pouco disso…

NENHUM desafio foi demais! Nunca… Apesar de as situações que se apresentam para você parecerem insolúveis, elas já foram enfrentadas por outros empreendedores. Se você tiver a sacada de procurar ajuda em experts ou em posts e livros você provavelmente vai “arrancar” seu caminho até a meta, mesmo que demore um pouco mais do que o esperado.

Repare que você nunca vai ser solicitado a operar alguém! Isso porque as pessoas sabem que você não é um médico. Não existe motivo para preocupações excessivas, e quando entendi isso meu dia-a-dia ficou muito mais sereno.

Duvidar da sua capacidade é o primeiro passo para o fracasso, acredite nisso. É como se você iniciasse um desafio com um “talvez” gigantesco em sua mente, ou um “vou tentar”. Não existe nada mais desestimulante do que um “vou tentar ir à sua festa” ou “vou tentar bater a meta”.

3. Clareza mental salva vidas!

Já ouviu falar que a respiração adequada oxigena muito melhor o cérebro, e que isso leva a melhores decisões? Exatamente, essas pessoas não mentiram para você. Uma das técnicas iniciais de meditação é prestar atenção ao ritmo de suas respirações, e a melhor das consequências dessa técnica é clareza mental.

Depois de um tempo meditando reparei que as decisões eram tomadas com muito mais clareza, e que não haviam momentos de arrependimento. Se você toma decisões conscientes, fica muito mais tranquilo em relação às consequências dela, mesmo que sejam negativas. Afinal de contas, você não poderia conhecer o futuro, mas sim apenas consultar o passado e priorizar as escolhas daquele presente. Só 😉

4. Pressão existe, mas só na sua cabeça…

Mesmo que você tenha N tarefas para a semana, mesmo que seu CEO esteja constantemente em sua mesa, existe uma (e somente uma) MUITO importante para agora. E boa parte do sentimento de pressão vem da sensação de impotência aliada à confusão mental. Repare que, se você já está preparado para as situações e tem a clareza mental de tomar decisões, por quê se sentir pressionado?? Não há motivo!

why

OK, eu entendo que seu desafio seja gigantesco, e que como empreendedor você enfrenta o desconhecido todos os dias. Já reparei que empreender é enfrentar o novo sempre, e raramente encaro desafios repetidos e monótonos. Mesmo assim, não existe motivo para se sentir pressionado, basta confiar em você e nos seus sócios. E isso nos leva ao último ponto…

5. Confiança, acima de tudo (nos sócios, em você, e no desconhecido) …

Quando eu peço para você confiar em si mesmo, ou nos seus sócios, isso é tangível certo? Vocês juntaram forças, abriram um empreendimento juntos e confiança é a base de tudo. Em momentos difíceis, especialmente ela será testada. Empreendedores são auto gerenciáveis e boa parte da jornada é fechar os olhos em alguns momentos e confiar que eles (e você mesmo) estão performando ao melhor nível…

Mas existe um fator X, algo intangível e que vai acontecer. Tudo bem, você pode influenciar trabalhando e dando o seu 100 %, mas esse X ainda é desconhecido. E você não tem outra escolha a não ser trabalhar muito hoje e confiar no amanhã. Louco isso, né? Mas você já pensou em outra alternativa? Se existir, me avise por favor =)

Ao final de tudo, isso é só um post repleto de palavras, de uma mente cheia que precisava esvaziar. Minha recomendação? Sente-se em silêncio, minutos por dia, e esvazie a sua também 😉

Next Post:
Previous Post:
  • https://viddheo.com/ Diego Cordovez

    Complementando o post, gosto muito desse vídeo aqui:

    https://www.youtube.com/watch?v=JC0khX2N2kQ

  • http://bizstart.com.br/ Rafael Leite

    Legal Diego! Não sabia que você praticava, massa!
    Muito bom o texto, parabéns!

    • https://viddheo.com/ Diego Cordovez

      Valeu, Rafa! Há um tempo já hehe
      Tem feito muito bem =)

  • http://www.treasy.com.br Gilles B. de Paula

    Para variar, post fantástico Diego!

    • https://viddheo.com/ Diego Cordovez

      Valeu, Gilles! Muito obrigado! 😉