O requisito número 1 para o sucesso de uma Startup

O requisito número 1 para o sucesso de uma Startup

Uma startup é uma empresa. Tem suas características diferentes mas também precisa vender, resolver problemas dos clientes, ter fluxo de caixa, contratar equipe e tudo mais. A diferença é que numa startup o modelo de negócio necessariamente deve ser escalável e a ideia deve ser inovadora, ou seja, ainda não testada da forma que está sendo apresentada no mercado.

Os desafios de empreender numa startup são um pouco maiores do que uma empresa comum pois o empreendedor precisa lidar com um cenário bastante incerto. Até onde eu sei, quando uma startup encontra seu modelo de negócio e começa a crescer, ela deixa de ser uma startup e se torna uma empresa.

Enquanto você escreve seu Canvas, aplica as técnicas de Lean Startup, desenvolve seu modelo de negócios e negocia com investidores você precisa ter muito foco e disciplina para colocar toda sua energia no que realmente dá resultado para você. Afinal, grande parte dos empreendedores de startups começam seu empreendimento em tempo parcial, negociando seu tempo com seu suposto emprego (ou negócio) em tempo integral.

Antes de mais nada, é importante deixar claro que, para uma Startup ter sucesso, é necessário ter um modelo de negócios eficiente e escalável, resolver um problema (ou uma dor) claro, ter um mercado relevante, ser vendável e o mais importante, saber se você empreendedor é a pessoa certa para estar à frente deste negócio.

Todavia, se todas essas variáveis estão a seu favor, é preciso entender que existe um fator muito importante nessa equação que precisa estar 100%: você!

Se você se distrai com os comentários e sugestões dos stakeholders (ou até daquele tio do amigo do seu vizinho que não tem nenhuma importância no seu negócio), fica ajustando aquele detalhe do detalhe do detalhe do seu código ou do seu layout que nesse momento é desimportante, caindo na armadilha do perfeccionismo, ou até aquele requisito de segurança que nessa etapa do processo não tem a mínima importância, enfim, você sabe do que estou falando.

Se tudo isso acontece com você, você está com sérios problemas.

Seu objetivo como empreendedor de startup é nada mais nada menos que validar seu MVP e preparar para escalar.

Por isso que eventos como o Startup Weekend te forçam a validar sua ideia em 54 horas, mostrando que é possível sim ter uma Startup operacional em um curto espaço de tempo.

Ou seja, se você gasta sua energia se distraindo com coisas desimportantes nessa etapa do processo, você está fadado a cometer o mesmo erro que as “Startups do passado” cometiam, que era supor que sua ideia era a mais correta e jogava no mercado e uma em um milhão dava certo, os demais fracassavam.

Para quem não sabe, o Gerenciar o Tempo Agora é uma Startup, inclusive conheci meu sócio, o Luiz Gustavo, num curso do Google para Startups, o NEXT.

Por que é uma Startup? Enfim, por maior que seja minha bagagem como empreendedor, coach e palestrante, por mais inovador que seja nossa metodologia de Produtividade e Alta Performance, ensinar isso tudo através da internet era considerado em 2012 uma arte pouco madura no Brasil.

Descobri que para deixar de ser uma Startup e se tornar uma empresa que vende cursos online, ter equipe e escalar seu modelo precisava de alguns ingredientes essenciais que até 2014 eu não sabia que existia e pasmem: até certa altura do campeonato estávamos completamente desfocados do nosso negócio.

Estávamos emocionados com a quantidade de oportunidades de negócio que apareciam, parcerias, técnicas de marketing digital, enfim, era um verdadeiro overload de informações de todos os lados.

Pra nós foi um crime estar sem foco no que dava realmente resultado no nosso negócio por um único motivo: nós ensinamos isso em nossos cursos! Temos uma regra bem clara dentro da nossa empresa: só vamos ensinar uma coisa que aplicamos no nosso dia-dia e isso não estava acontecendo naquela época.

Foi aí que começamos a participar de um grupo de empreendedores, também conhecido como Mastermind, e quando dividimos nossos desafios com o grupo, eles perceberam algo que nós não tínhamos percebido: estávamos com 7 iniciativas em aberto.

 

Nosso desafio era focar em uma única iniciativa e fazer ela virar, custe o que custar.

 

E, sem delongas, foi o que fizemos. Focamos nossa energia no principal projeto da empresa e tudo começou a conspirar a nosso favor.

Hoje somos reconhecidos como um dos maiores portais de Produtividade e Alta Performance com parcerias de sucesso tais como o canal Geração de Valor e com o RunRun.it, maior software de gestão de equipes do Brasil, com mais de 50.000 usuários.

Preferi iniciar esse post aqui no portal Bizstart falando dessa história sobre Foco para descrever o quão importante é ter um objetivo (MVP), desenhar um plano com metas claras, definir prioridades (de fazer apenas um projeto, por exemplo) e correr para ação com foco total e sem distrações.

Então, se sua Startup é, inicialmente, seu projeto paralelo, use o seu tempo da forma mais inteligente possível e se aproxime a cada dia do sucesso para que você possa dedicar seu tempo integral no seu projeto de vida.

Sucesso!

 

Next Post:
Previous Post: