OKRs: Do Google para a Sua Empresa

OKRs: Do Google para a Sua Empresa

O sistema foi criado no fim da década de 90, pela Intel, mas ficou famoso depois de ser implementado pelo Google. A metodologia OKR (Objectives and Key Results, que em português significa Objetivos e Resultados Chave), tem sido cada vez mais utilizada pelas empresas.

O método tem uma finalidade bem simples: deixar mais claro aonde a empresa quer chegar e o papel de cada colaborador para atingir as metas. Os OKR´s podem ser usados em qualquer departamento de uma organização, com colaboradores de diferentes níveis hierárquicos.

Por Thalita Milan.

Esse sistema funciona da seguinte forma:

Em primeiro lugar, é necessário escolher um Objetivo. Geralmente ele é inspirador e não mensurável. Um exemplo de Objetivo pode ser: “Aumentar a visibilidade do meu negócio na mídia”.

O próximo passo é definir os Resultados, ou Key Results, que vão ajudar a definir o que o Objetivo escolhido significa em números. Um Resultado Chave pode ser, por exemplo:  “Gerar um aumento de 30% no tráfego através de campanhas no Adwords”.

Os Key Results de um Objetivo, portanto, fazem com que ele seja mais atingível, mais realista.

É possível escolher, por exemplo, 3 objetivos, cada um com 3 Resultados Chave para cada funcionário. Não há uma regra clara quanto ao número de OKRs por colaborador. Contudo, o que não se pode fazer nesse método, é considerar como esses resultados serão atingidos.

Há diferentes formas de alcançar as metas do Objetivo citado no exemplo acima. Mas quais são as formas que você quer usar, é um tópico que pode ser trabalhado à parte.

A plataforma de moda Stylight, uma startup que tem sede na Alemanha e está presente em 13 países além do Brasil, faz uso do método desde 2014.

Em primeiro lugar, os fundadores da empresa estudaram o método e implementaram os OKR´s em grupos pequenos de funcionários. Como os resultados foram excelentes, a metodologia passou a ser usada em toda a empresa.

Na Stylight, o funcionário é que estipula os seus OKR´s em trabalho conjunto com seu supervisor. As metas, que também são planejadas de acordo com os goals gerais da empresa, são estipuladas para o prazo de 3 meses. Depois desse período, são planejados novos OKR´s para os próximos 90 dias.

Para o fundador da empresa, Anselm Bauer, a utilização do sistema não é benéfica somente para os supervisores e chefes: “Com os OKRs, o colaborador sabe exatamente o que o chefe espera dele. Trabalhar com uma meta objetiva e real é mais motivante, pois você percebe como o seu desempenho é importante para atingir os goals gerais da empresa”.

Cada organização pode definir como os OKRs estão sendo atingidos através de um controle diário ou semanal.

Na Stylight, os OKR´s de todos os departamentos podem ser acessados pelos funcionários através de uma ferramenta interna de controle para que o trabalho de todos seja o mais transparente possível.

Mais informações sobre como o Google começou a utilizar esse método entre seus funcionários  e como você pode implementá-lo na empresa podem ser encontradas nesse vídeo em inglês sobre o assunto.

Você já está utilizando esta metodologia na sua empresa? Deixe seu comentário abaixo.

Assista ao vídeo do Felipe Oss-Emer, especialista em OKR:

—-

Texto de Thalita Milan, gerente de Relações Públicas da plataforma de moda Stylight Brasil e escreve sobre temas como startups, marketing online e empreendedorismo.

Next Post:
Previous Post: