Os Sete Pecados Mortais da Startup

Os Sete Pecados Mortais da Startup

Antes de mais nada, esse post veio do OnStartups. Os pecados são de lá e os comentários entre parênteses são daqui! Olha lá o original.

Luxúria: Não seja facilmente atraído pelo mercado que parece sexy e divertido.

(Atente-se para as oportunidades, não no que parece um campo legal para impressionar as meninas)

Gula: Muitas ideias podem causar um caos. Mais startups falham por ir com muita sede ao pote do que pela carência de boas ideias.

(Morda o que cabe na sua boca. Tenha foco no trabalho a ser feito no momento e vá aumentando o cardápio com o tempo.)

Avareza: Buscar somente o dinheiro é perigoso. Escolha um problema pelo qual você é apaixonado.

(Nenhuma novidade: dinheiro não deve ser motivação para empreender. Ame o que você está fazendo e trabalhe duro para poder lucrar com isso.)



Preguiça: Preguiçosos desfalecerão na obscuridade. Trabalhadores triunfarão.

(Empreender é sinônimo de trabalho. Não se engane, não há atalhos para o sucesso.)

Ira: Não fique com raiva dos seus concorrentes. Ataque o seu próprio problema.

(Transforme seu ódio pelos competidores em vontade de melhorar sua startup.)

Inveja: Não copie os outros por inveja de suas estratégias. Seja você mesmo.

(Cada startup, uma história diferente. Não há nada de errado em aprender com os outros,  mas a sua empresa precisa e merece sua própria estratégia.)

Orgulho: A arrogância é assassina. A humildade tem poder próprio.

(Se orgulhar do seu produto é válido, mas não se iluda porque que seus amigos e uma banca de meetup levantam sua bola. Tenha os pés no chão e saiba que existem muitos caras bons fazendo a mesma coisa que você – tem que correr atrás.)

 

E aí, concordam com os pecados? Compartilhe com a sua rede!

Next Post:
Previous Post:
    • Bernardo Kircove

      Seria uma boa ideia, Giovane! :)